Qual é a sua prioridade?

Naquele exame positivo eu já sabia que havia ficado para trás. Que estava em segundo plano, que havia deixado muitas coisas para trás. Não porque quisesse, mas porque assim deveria ser, porque você estava comigo, porque você era a prioridade do momento.

Então você nasceu, e, naturalmente continuou sendo a prioridade. Foi quando abri mão de muitas outras coisas para satisfazer suas necessidades. Minhas vontades ficaram guardadas, mas sem mágoas, não se preocupe, porque entendi que haviam prioridades.

Você foi crescendo, e eu, fui ficando atrás de você, para assegurar que nada de mal pudesse acontecer. Fiquei atrás para que pudesse enxergar melhor, para que você tivesse o melhor ângulo, para que não perdesse nenhum detalhe da descoberta da vida. Eu fiquei assistindo você.

Você descobriu tanto, se aventurou tanto, se encantou tanto, e eu, bom, eu descobri a mãe que havia em mim, me aventurei em meus medos, me encantei com coisas que nem sabia que existia, porque você me mostrou!

Eu deixei para trás sonhos que nem mais recordo, desejos que deixaram de existir, planos que não teriam a menor graça se fossem executados sem você.

Você tirou de mim muitas coisas, como noites de sono, jantares sossegados, encontro entre amigos sem data marcada, viagens despreocupadas, carreira profissional desejada, uma casa organizada, uma vida monótona e com muito menos risada.

Com você ganhei pilhas de roupas e de louças para serem lavadas, ganhei paredes riscadas, farelos pelos tapetes, uma agenda de tarefas não executadas. Ao deixar uma parte de mim para trás, porém, olhando para frente, carregando você em meus braços, muitas vezes já cansados e desconsolada, eu ganhei a oportunidade de me conhecer, de aprender a priorizar, de jogar para o alto aquilo que não possui valor, de reinventar minha vida, de me abrir para um outro mundo, para viver no teu mundo, que doce e fantástico mundo que você trouxe para mim!

Um dia a casa ficará sem silêncio, a cozinha estará arrumada e não terá tanta roupa para lavar. Neste dia você estará lá na frente que nem poderei te alcançar, terei novamente que me descobrir, me reinventar, talvez até mesmo me consolar e me adaptar outra vez. Então, quem sabe irei retomar velhos planos, velhos sonhos. Terei novas prioridades, outras oportunidades.

Enquanto esse dia não chegar, meu maior plano é continuar vivendo neste fantástico mundo que trouxeste para eu viver, minha maior, melhor e mais intensa experiência, lugar este que não sabemos como planejar, como sentir, como explicar. Meu plano para hoje é estar aqui, com você, e isso me basta, porque sou feliz!

 

Manuela de Godoy Gaspari

Créditos: Elyssé Nyland