Acredito que o melhor ainda está por vir.

Otimista ou Polyanna fazendo o jogo do contente, não sei, mas me faz bem pensar que o melhor está por vir. Se isso se chama fé, esperança, ingenuidade ou burrice, não me importa, mas me faz bem, acalma meu coração!
Existem muitas coisas que fogem da compreensão humana, que não existem explicações, por mais que se busque formas de consolo, conformação, revolta, ou seja lá, qual o nome que se queira designar.
Não creio e nem descreio nas religiões, cada qual acredita em suas verdades. Quem está certo e quem está errado? Não sei!
Há quem defenda o seu Deus sem fazer mal a ninguém e há o que defenda o seu Deus, fazendo guerras, matando pessoas, ferindo inocentes. Há também aqueles que possuem o seu Deus para si, sem religião alguma, somente creem nele, no silêncio, na individualidade, no seu íntimo.
Há quem defenda o partido político X e há quem defenda o Y, ambos tem suas virtudes e suas mazelas. Sempre haverá pessoas para criticar e também para defender, seja ela X, Y, Z.
Há aquelas pessoas que falam demais e aquelas que falam de menos. Assim como há quem julga demais e aquelas que não se posicionam nunca, seu lugar é em cima do muro, mas é realmente necessário ter opinião para tudo?
Somos diferentes, todos nós somos diferentes, existe certo e errado? Existe bom e mau? Vida e morte ?
Por falar em morte, conheço pessoas mais vivas do que nunca, porém, seus corações estão tão mortos, que fico pensando no conceito do que é viver.
Tem aqueles que vivem esperando a morte. Aqueles que fogem dela e a evitam porque de fato “vivem” integralmente, intensamente, inegavelmente.
Tem aqueles que vivem, morrem e renascem no mesmo dia, dependendo da situação que se encontram.

Só sei que eu acredito que o melhor ainda está por vir, porém, vamos nos permitir sermos felizes aqui, agora, com as pessoas que temos ao nosso lado, com as oportunidades que estão à nossa frente neste instante. O tempo é único, ele não volta, indiferente da condição financeira, condições de saúde, idade, partido político, raça ou credo. O tempo passa para todos. Problemas todos possuem, em maior ou menor proporção, qualidades também.
Não adianta questionar coisas que hoje, não somos capazes de compreender. Não há respostas neste momento, então VIVA , sonhe, cante, chore se tiver vontade de chorar, peça desculpas se achar que deve, mas perdoe também e principalmente, se perdoe, se permita à loucuras e esqueça o julgamento alheio, porque isso sempre irá existir. Aperte o botão do F......-se ! E Acredite, o melhor ainda está por vir !

Para você, minha querida amiga, para sempre mãe do Heitor, Paula.

Manuela de Godoy Gaspari